Escrever é viver duas vezes um bom Momento.
Antonio C Almeida
SOMOS TODOS POETAS
CapaCapa Meu DiárioMeu Diário TextosTextos ÁudiosÁudios E-booksE-books FotosFotos PerfilPerfil Livros à VendaLivros à Venda PrêmiosPrêmios Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato LinksLinks
Textos


PAZ DA IDADE

Me vi num verso
Um terno abraço com o universo
Que me chega na beleza desta sombra de árvore
No frescor da brisa que me invade.

 
Toquei o simples
Grama verde que convém
Toda paz que a natureza contém
Neste algo mais que nos satisfaz.

Aparei as arestas da vida
Deixando um tanto de ferida
Lançada ao vento do destino
Andamentos sem tino.

Do sol que arde
Da brisa que invade
Sou apenas o simples neste complexo
Paz da idade.

Antonio C Almeida
01/12/2015
Antonio C Almeida
Enviado por Antonio C Almeida em 05/12/2015
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários