Escrever é viver duas vezes um bom Momento.
Antonio C Almeida
SOMOS TODOS POETAS
CapaCapa Meu DiárioMeu Diário TextosTextos ÁudiosÁudios E-booksE-books FotosFotos PerfilPerfil Livros à VendaLivros à Venda PrêmiosPrêmios Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato LinksLinks
Textos

DO OUTRO LADO
DUM OLHAR


Nada é como antes
E o antes almejado, desejado, amado
E não demora
Sonhar com o antes agora.


Será que o passado sempre é bom?
Que bom que seja
O passado sempre vir em beleza
Talvez por ter passado
E não caminhar mais ao lado.


Do homem que vê o menino desejando ser
Menino que sonha ser o homem que admira ver
Tudo é um oposto do posto no rosto
Por não trazer o mesmo gosto
Da carga que o inverso carrega.


Quem me dera o antes hoje
Sem o encargo do que chega avante.
Guiar e não ser guiado
Esconder se fome caminhar ao lado
Mostrar a quem serve fruta
O poder até de carregar a cura.


Nos olhos que invadem o horizonte
Desenho em um brilho radiante
Que chegue o belo adiante ante
Da despedida da vida passante.


Chacoalhe sim o que valha
Da obra na busca da glória
Que remete sim ao que se gosta
E ao prazer de viver sem apostas.


01/06/2017
 

 
Antonio C Almeida
Enviado por Antonio C Almeida em 03/06/2017
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários