Escrever é viver duas vezes um bom Momento.
Antonio C Almeida
SOMOS TODOS POETAS
CapaCapa Meu DiárioMeu Diário TextosTextos ÁudiosÁudios E-booksE-books FotosFotos PerfilPerfil Livros à VendaLivros à Venda PrêmiosPrêmios Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato LinksLinks
Textos

ONDE ME SENTO CANTO

Existe um canto,
Onde me sento canto,
Pedaços deste velho canto, 
Que neste canto ecoa,
Seguido de uma lágrima boa.

 
E este pranto,
Que desce na face lágrima,
Salta do rosto garoa,
Toca na pedra cachoeira,
Misturada ao solo lama,
Despe-se de mim como chama.

De tanto cantar
Esvazio-me dos prantos,
Dos amores encantos
Rancores desenganos
Na beleza que segue vida.
Antonio C Almeida
Enviado por Antonio C Almeida em 24/07/2017
Alterado em 24/07/2017
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários