Escrever é viver duas vezes um bom Momento.
Antonio C Almeida
SOMOS TODOS POETAS
CapaCapa Meu DiárioMeu Diário TextosTextos ÁudiosÁudios E-booksE-books FotosFotos PerfilPerfil Livros à VendaLivros à Venda PrêmiosPrêmios Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato LinksLinks
Textos


DUM DESEJO QUE VEJO

Quero beber da fonte do desejo
Enlouquecer na busca de um beijo
E depois de enganos nos planos
Ficar com o que restará deste tanto,
Louca investida em vista dum encanto.

Quero o sorriso da menina
O tom da voz que disciplina
Quando é o momento posto
Para se beijar um rosto.

Quero a sombra de uma árvore
Driblar o que poderia levar de arte
No aproveitar o verde em que me deito
E o amor da bela que deleito.

Se tudo for fantasia
Que fantasia seja o que for
Que deixa um doce na boca e o calor do amor
Desta busca sensata que sempre iluminará a estrada
De quem busca o que não ofusca uma jornada.
Antonio C Almeida
Enviado por Antonio C Almeida em 24/09/2017
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários