Escrever é viver duas vezes um bom Momento.
Antonio C Almeida
SOMOS TODOS POETAS
CapaCapa Meu DiárioMeu Diário TextosTextos ÁudiosÁudios E-booksE-books FotosFotos PerfilPerfil Livros à VendaLivros à Venda PrêmiosPrêmios Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato LinksLinks
Textos


ORAÇÃO AO TEMPO

Tempo
Deixe de lado o passado
O garoto mimado
Tratado a mel e dengo
Pela dama que se entregava
Para aqueles que tanto amava.

Feche os olhos
Tal como fecho os meus
E abandone
O menino travesso
O adolescente tenso
O adulto apressado.
Para escutar
A prece que trago.

Do rumo que tomei sei
Que não sabia
Que cada segundo é um novo
Que toda experiência é pouca
Para um novo dia.

Que o sábio é o que sabe
Que não sabe
E se acreditava saber
Mais sábio ainda
É se corrigir e viver.

Agora no viver e saber
Sem saber por que saber
Permita-me tentar compreender
Com a chuva
O vento
O sol e a lua
Enquanto flutuam
A cada amanhecer.

Conceda-me tocar o vento
Notar tudo que perdi no tempo
Nos velhos momentos
Das flores o gosto do perfume
Lembrar das dores
Dos apegados amores
Até entrar neste templo
Em que me despeço de tu tempo
Desnudando-me com o vento.

 
Antonio C Almeida
Enviado por Antonio C Almeida em 13/11/2017
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários