Escrever é viver duas vezes um bom Momento.
Antonio C Almeida
SOMOS TODOS POETAS
CapaCapa Meu DiárioMeu Diário TextosTextos ÁudiosÁudios E-booksE-books FotosFotos PerfilPerfil Livros à VendaLivros à Venda PrêmiosPrêmios Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato LinksLinks
Textos

UM BRILHO NA MADRUGADA

Num ponto do firmamento tento,
Fixar e navegar até a última estrela,
Que se distancia pelo tempo,
Que esta divina esfera brilha,
Até refletir nos olhos da menina.

 
Em seus devaneios tantos,
Com o vento da madrugada a aliviar seus prantos,
Suspira pelos prantos caídos,
Nas mágoas dos tempos idos.

Fixam à luz desta esfera,
Que ilumina meus olhos,
Dominam o coração desta bela,
Que leva em mente e retrata na face seus enlaces.

Uma luz,
Que cobre pela metade o rosto dos gostos,
De estar e ficar a viajar,
Até a mais longínqua lembrança,
Na profundeza da madrugada.
Antonio C Almeida
Enviado por Antonio C Almeida em 05/06/2019
Alterado em 05/06/2019
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários